DANÇA DO VENTRE FLAMENCO - OUTRAS

O que é Dança do Ventre

 

A  dança  do  ventre  é caracterizada  por movimentos suaves e fluidos, dissociando e coordenando diferentes do corpo de cada vez.  

Enfatiza os músculos abdominais e do tronco, com movimentos de tórax e os ombros,

e também ondulações com os braços.Os movimentos ondulatórios  e rotativos  lentos muitas  vezes  simbolizam tristeza, enquanto que os movimentos rápidos,com choque

e vibração, expressam alegria.

 

História da Dança do Ventre

A dança do ventre é uma dança praticada originalmente em diversas regiões do Oriente Médio e Ásia Meridional.  De origem  primitiva e nebulosa, datada entre 7000 e 5000 a.C, seus movimentos  aliados  a  música e  sinuosidade semelhante a uma serpente, foram registrados no Antigo Egito,  Babilônia,  Mesopotâmia,  Índia,  Pérsia e Grécia, e tinham como objetivo preparar a  mulher,  através  ritos religiosos dedicados a deusas, para se tornarem mães. Devido a invasão dos árabes, a dança espalhou-se pelo mundo.

 

Os benefícios da Dança do Ventre

 

Na  dança  do  ventre,  o corpo inteiro está trabalhando: glúteos, coxas e abdômen são contraídos,  ajudando  no  fortalecimento  muscular  e na modelagem dos quadris e da cintura.

Dançar é um bom exercício cardiovascular, melhorando a flexibilidade e a força.

A prática constante ajuda a melhorar a postura e a aumentar o poder de concentração. 

CONHEÇA MAIS SOBRE A DANÇA DO VENTRE

 GRUPOS DANÇA

 BAILARINAS

PRÉ INSCRIÇÃO :  EXPOSITOR *CONCORRENTE

Rosa Mondaray
Rosa Mondaray

press to zoom
Ju Costa
Ju Costa

press to zoom

press to zoom
Rosa Mondaray
Rosa Mondaray

press to zoom
1/16
1/21
1/16

MARTA HENRIQUES

1/25

CATARINA NIVALOVA

DANÇAS  IRLANDESAS

Considerada a mãe do sapateado americano, a dança irlandesa, associada à sua música tradicional, teve grande repercussão mundial através do musical Riverdance e do dançarino Michael Flatley, que transformou-a em algo mais performático.

 

A dança irlandesa é composta por duas técnicas distintas baseadas nos calçados utilizados em cada uma delas: o soft shoe, cujas sapatilhas são chamadas ghillies e os movimentos remetem aos passos do ballet; e, o hard shoe, que é similar aos sapatos de sapateado, porém suas plaquinhas são de fibra de vidro e não de metal.

 

A partir daí, cada técnica se desenvolve em ritmos específicos. No soft shoe: reel, slip jig, light jig e single jig; no hard shoe: treble reel, treble jig e hornpipe, além das traditional set dances, danças que possuem música e passos próprios, provavelmente coreografados no início do século 19.

 

Além das danças solos, mencionadas acima, existem as danças sociais, denominadas céili dances, que são rápidas e complexas, caracterizadas por figuras formadas por seus dançarinos. Cada coreografia acompanha passos típicos e possui um número definido de praticantes que varia de 3 a 16 pessoas.

 

Portanto, por ser caracterizada por seus movimentos rígidos, rápidos e complexos, a dança irlandesa, desenvolve em seus praticantes: agilidade, flexibilidade, coordenação, ritmo e força.

InakiPrieto-IRISH-TREBLE-1899-alargada-1

DANÇAS  EXÓTICAS

OUTRAS DANÇAS 

BALLETS

DANÇAS SALÃO * OUTRAS

GÓGOS DANCERS * OUTRAS